Vícios em jogos

Vícios em jogos

VOCÊ SABE O QUE É VÍCIO EM GAMES?

VOCÊ SABIA QUE VÍCIO EM GAMES É CONSIDERADO DISTÚRBIO MENTAL PELA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE?

O vício em jogos de videogame passou a ser considerado pela primeira vez um distúrbio mental pela Organização Mundial da Saúde. A 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID) irá incluir a condição sob o nome de “distúrbio de games”. O documento descreve o problema como padrão de comportamento frequente ou persistente de vício em games, tão grave que leva “a preferir os jogos a qualquer outro interesse na vida”.

O vício em games é um tipo de vício comportamental em que o sujeito deixa de fazer suas atividades diárias para ficar jogando, comprometendo atividades básicas do seu cotidiano, como higiene pessoal, alimentação, trabalho, vida acadêmica e/ou estudos, vida social e etc.

VOCÊ SABE QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Os sintomas dos distúrbios incluem:

  • Não ter controle de frequência, intensidade e duração com que joga videogame;
  • Priorizar jogar videogame a realizar outras atividades;
  • Uso contínuo e aumento da frequência com que joga videogame, mesmo após ter tido consequências negativas desse hábito;
  • Deixa de comer para jogar ou realiza todas as refeições em frente ao computador/televisão;
  • Evita estudar ou não termina tarefas do trabalho;
  • Começa a faltar na escola ou no trabalho para não deixar o jogo;
  • Não sai com amigos ou se relaciona com seus familiares;
  • Deixa de tomar banho e escovar os dentes;
  • Compromete seu horário de sono para jogar mais e mais.

QUANDO PODE SER CONSIDERADO UM VÍCIO?

Quando o indivíduo chega ao ponto de continuar e aumentar a frequência do ato jogar apesar da ocorrência de consequências negativas. Para ser considerado vício, o descontrole do ato de jogar deve ser recorrente por mais de 12 meses.

VOCÊ SABIA QUE SUA SAÚDE MENTAL PODE SER ATINGIDA POR ESSE VÍCIO?

Os fatores psicológicos mais afetados pelo vício em games são:

  • Baixa autoestima;
  • Dificuldades de autocontrole;
  • Impulsividade;
  • Déficits em habilidades sociais como de comunicação e manejo de sentimentos desagradáveis;
  • Timidez excessiva;
  • Desenvolvimento dos transtornos mentais como depressão e ansiedade.

TRATAMENTO DE VÍCIO EM GAMES

Existem diversas formas de psicoterapia, mas a mais usada nesses casos é a TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL (TCC). A TCC trabalha no tratamento do vício tem por objetivo ensinar ao indivíduo técnicas e estratégias cognitivas e comportamentais para que este seja capaz de lidar com as dificuldades relacionadas ao vício, trabalhando no sentido de avaliação e desenvolvimento de habilidade sociais fora do ambiente virtual, como de comunicação, de resolução de problemas, de manejo de sentimentos.

A reabilitação neuropsicológica também vem demonstrando bons resultados, ao partir da identificação das funções cognitivas alteradas, para o planejamento do tratamento, como a de controle de impulsos, dificuldades de planejamento e de tomada de decisões, e da consciência interoceptiva alterada pela fissura de jogar.

Compartilhar esta postagem


WhatsApp Fale com a gente